Nova Ordem Mundial e os pilares do cristianismo

Nova Ordem Mundial, este foi o tema do programa do Padre Paulo Ricardo – Parresia – esta semana (15/08).

Vale a pena ver o que ele diz, mas é preciso já destacar que ele cita a defesa da vida, da família e do direito dos pais educarem seus filhos como pilares do cristianismo e como combate central que o Papa trava na atualidade. Ressalte-se também que é luta central do Papa porque é o grande ataque dos defensores da Nova Ordem Mundial e é por onde eles querem avançar para destruir a moral judaico-cristã, moral esta que moldou a sociedade ocidental.

Então, toda vez que alguém se levanta para defender a vida humana, desde a concepção até à morte natural; defender a família tradicional formada por um homem e uma mulher ou ainda para defender o direito que os pais têm para educar seus filhos, esta pessoa não está travando uma batalha só a nível espiritual (claro, a batalha começa por aí e é aí que se consegue a vitória), mas ele está entrando em luta contra todo um sistema que quer destruir a família, menosprezar a vida humana e tirar dos pais o direito de educar os filhos para entregá-los ao poder do Estado.

Por fim, gostaria de frisar: este tema não está em voga por causa da paranóia de alguns religiosos (como afirmam alguns ignorantes), mas porque ele é urgente e se nós, os cristãos, não fizermos nada, Deus virá no fim e nos perguntará “Onde está o teu irmão?”, como fez com Abel após o assassinato de Caim.

Anúncios

Brasileira interrompe tratamento de câncer para salvar bebê do aborto

Certas coisas na vida nem precisam de muitas palavras para comoverem ou nos convencerem de uma verdade. Muitas vezes, os argumentos desprovidos de verdade que não são facilmente refutados pela mídia, são destruídos pelos fatos. Isto aconteceu com mais este caso de coragem de uma mulher que resolveu interromper o tratamento de um câncer de mama para salvar seu bebê da morte. Esta é uma verdadeira feminista, que revela a grandeza da mulher e a decisão corajosa de lutar com todas as forças para sobrepor aos próprios desejos egoístas o altruísmo feminino frente à fraqueza de um ser humano indefeso.

Trata-se da brasileira Simone Calixto, médica, que após receber o diagnóstico de um câncer de mama, interrompeu o tratamento, pois quase que simultaneamente ao diagnóstico de câncer, recebeu a feliz notícia que estava grávida. No entanto, após ser diagnosticada, foi-lhe sugerido que ela fizesse o aborto e mediante a proposta, ela interrompeu o tratamento e, de volta ao Brasil (ela residia no Canadá) continuou o tratamento.

A brasileira foi entrevistada pelo jornal “Estado de São Paulo”. Na entevista, ela afirma: “o mais difícil já passou…” (a criança nasceu sem grandes problemas, somente com uma pequena dificuldade de respiração) “… a Melissa é um milagre, uma promessa que se cumpriu” – finaliza a mãe corajosa.

 

 

Muitos católicos afirmam que podem votar no PT, pois somente alguns do partido trabalham pela suposta aprovação do aborto. Alguns chegam a afirmar que todos os partidos políticos brasileiros apoiam o aborto. No entanto, a realidade é bem diferente. O PT inteiro fechou acordo para implantação da cultura da morte no país.Há vários documentos que comprovam isto que digo. Você poderá acessá-los no site http://www.votocatolico.com.br .
E uma vez mais, para confirmar tudo que já foi dito, veja o vídeo abaixo e tente se convencer do óbvio:

Você também poderá acessar o site do Pe. Paulo Ricardo, ver mais este vídeo para tirar suas conclusões:

http://padrepauloricardo.org/episodios/governo-dilma-prepara-se-para-implantar-aborto-no-brasil

Foto de mãe forçada ao aborto desperta interesse no mundo todo

 

Milhões de pessoas no mundo inteiro protestaram através das redes sociais pela política abusiva do filho único na China, após a circulação da imagem de uma mãe inconsciente junto ao cadáver do seu bebê abortado à força no sétimo mês de gravidez.
As autoridades da China investigam o caso ocorrido na província do Shaanxi, no norte da China, onde a polícia levou a força à cidadã Feng Jianmei para obrigá-la a abortar o seu segundo bebê porque não pôde pagar a tempo os 40.000 yuanes (6.200 dólares) com os que o governo sanciona a quem ousa ter mais de um filho.
O marido de Feng publicou numa rede social popular da China uma foto do seu filho morto pelo efeito de uma injeção letal que aplicaram diretamente na cabeça do bebê, enquanto a mãe permanecia atada à força a uma cama.
Mais de meio milhão de chineses comentaram o caso deplorando a atitude das autoridades. O caso se estendeu ao Facebook e Twitter e foi reproduzido por meios de comunicação em todo o mundo.
A China instaurou a finais dos anos 70 uma drástica política de controle da natalidade que inclui abortos e esterilizações a força. Os que violam a lei e conseguem ter mais de um filho sofrem consequências trabalhistas e sociais.
Sobre este tema, Carlos Polo, diretor para a América Latina do Population Research Institute, considerou que fazer visíveis estes abusos “é o primeiro passo para a sua erradicação”.
“Desde a primeira visita do nosso Presidente Steve Mosher a China em 1979, o PRI enviou várias equipes de investigação sobre a aplicação da política do filho único. No ano 2009, PRI enviou uma equipe de investigação de campo a seis condados onde o Fundo de População da ONU ajudava a China a aplicar esta política. A evidência de multas impagáveis como neste caso, represálias contra familiares, perseguições, abortos tardios forçados de nascituros meses antes de nascer, etc. se entregaram a funcionários em Washington e outras capitais com a recomendação de deter o financiamento dessa organização de controle populacional. Nosso trabalho permitiu que recortassem centenas de milhões de dólares que infelizmente o governo de Obama voltou a financiar”.
 
Fonte: ACI Digital

Dom Bergonzini, o grande defensor da vida, faleceu neste dia!

O grande defensor da vida, Dom Luiz Bergonzini, faleceu nesta madrugada (13/06). Para nós que aqui ficamos, deixa um sentimento de saudade. Para o céu, é uma grande felicidade. ( A alegria que temos é que ganhamos mais um defensor pró-vida no céu)

Honra a este homem que trouxe à tona o tema do aborto para o meio político e com toda coragem denunciou a tática abortista do partido governante.

Filme “Redenção”

Este final de semana, assisti o filme “Redenção”. O filme conta a história  real do pastor “metralhadora” Sam Childers, que após um processo de envolvimento com crimes e drogas, se converte e se torna missionário no Sudão – África. Lá, a missão do pastor é resgatar crianças que fogem das vilas que serão atacadas pelo LRA de Kony. O pastor, então, constrói um orfanato para as crianças serem abrigadas.

A história é bem interessante! O homem, cheio de coragem, enfrenta situações embaraçosas e muito perigosas com um único objetivo: salvar crianças!

Problema: o pastor acaba se envolvendo demais com a situação e começa a agir com os mesmos meios que os rebeldes agem: com violência. Claro, a intenção é defender as crianças. Mas a disseminação do ódio entre eles seria o melhor caminho? Não fica claro no final do filme, se o pastor está agindo como já opinava Maquiavel: os fins justificam os meios…

Afinal, eu recomendo ou não o filme? Sim, recomendo-o.

Curso pró-vida: A ONU e a reengenharia anticristã

Acontecerá em São Paulo – Igreja Nossa Senhora do Brasil – o curso “A ONU e a reengenharia anticristã” ministrado por Monsenhor Dr. Juan Carlos Sanahuja, colaborador da Pontifícia Academia para a Vida, no dia 26 de maio de 2012.

Os interessados para tal evento, deverá se inscrever, enviando e-mail para:  eventos.provida@congressoprovida.com.br

Na ocasião, o mesmo Monsenhor estará lançando/divulgando o livro de sua autoria – “O Poder Global e a Religião Universal”.

Vale a pena conferir!