Foto polêmica: Encontro diocesano de Grupos de Reflexão dá “exemplo” de liturgia…

Devido à problemas com direitos autorais, precisei retirar a foto. O autor do site solicitou a retirada, o que prontamente atendi, pois ele detém o direito autoral sobre a foto.

Se quiserem ver poderão acessar o site: http://www.aparecidapassos.org/site/index.php?option=com_content&view=article&id=236:irmao-mariano-fala-dos-gr&catid=4:grupos-de-reflexao&Itemid=11

Bispo de Guaxupé – MG, Dom José Lanza Neto celebra missa em Encontro diocesana de Grupos de Reflexão (da Bíblia). Atentem para o altar: uma simples mesa com uma modestíssima toalha, sem velas e sem o crucifixo.

Deixo mais um recado (embora aqui não seja o lugar): não quis denegrir a imagem de ninguém, nem do bispo, nem dos participantes no encontro. Só me ative à questão da liturgia, que queiram aceitar a verdade ou não, não é obedecida às normas litúrgicas da Igreja.

Anúncios

Sobre catolicosconservadores
Casado, advogado, católico.

9 Responses to Foto polêmica: Encontro diocesano de Grupos de Reflexão dá “exemplo” de liturgia…

  1. pdavid92 says:

    Posso até concordar que o não tenham preparado de forma adequada a Eucaristia, mas porque vocês não dizem que ele, Dom José Lanza, foi participar de um Encontro com gente simples. Com pessoas que estão tentando viver uma Igreja missionária, que sai às casas, buscando as pessoas que estão doentes ou afastadas da comunidade. Ele nem precisaria ter participado do Encontro, mas fez questão de ir. Por que vocês não enaltecem isso. Esse lado simples, de querer estar no meio de pessoas simples. As regrinhas de liturgia que muitos defendem, às vezes são tão radicais, que mais parecem com os fariseus do tempo de Jesus. Prescreviam algumas coisas em detrimento a outras. Enquanto ficarmos com essas bobeirinhas, acusando os outros e esquecendo que os outros também tem virtudes, a nossa Igreja nunca vai conseguir fazer a vontade de Deus. Infelizmente. Que Deus tenha muita compaixão de todos nós. E principalmente daqueles que se acham muito justos e corretos. Não sei se você vai postar esse comentário, mas é isso aí. Eu estava no encontro e eu tirei a foto que está no seu blog. A missa foi muito bonita e participativa. Em comunidade, com o nosso Bispo. Paulo David

    • É preciso deixar bem claro o que estamos falando e o que não estamos falando. Postei sobre a liturgia no encontro e não sobre a simplicidade do lugar e das pessoas que participaram do encontro. Quis ressaltar que, infelizmente, as normas litúrgicas não são obedecidas na diocese. Ademais, se o faço é para que as pessoas comecem a buscar as normas litúrgicas, como se deve proceder ao arrumar um altar, etc… Também gostaria de deixar bem claro, que não estou discutindo se existem virtudes nas pessoas que lá estavam, tenho certeza que todos tem. Agora, quando Jesus olhou para os fariseus, ele não falou muito das virtudes, mas apontou o que estava errado. Ele não passou a mão na cabeça de ninguém. Quero fazer o mesmo, ver que existem virtudes, mas mostrar que também há erros. Ora, sou ou não sou seguidor de Cristo?

      • moises says:

        Não o conheço, por isso não posso responder se você é ou não seguidor de Cristo. O que gostaria de dizer é que a presença real de Cristo na Eucaristia independe das referidas normas litúrgicas, do como proceder na arrumação do altar, etc… Aliás quando Jesus olhou para os fariseus, referiu-se exatamente às suas ostentações e preocupações com o exterior, por isso mesmo os comparou a sepulturas calhadas por fora. Acredito em um Cristo que liberta. E, o que realmente as pessoas precisam não é conhecer as normas litúrgicas acima disso: conhecer Cristo que rompeu com as estruturas vigentes de sua época apegadas a exterioridades que tornavam as pessoas escravas dos chamados puros e corretos… Conhecer Cristo, descobri-lo no irmão, levá-lo ao irmão eis a nossa missão: Grupos de reflexão -Moisés P. de Caldas, Diocese de Guaxupé.

  2. pdavid92 says:

    Ontem à noite, após enviar um primeiro comentário sobre este “post”, fiquem pensando e achei errado o que vocês fizeram. Usaram uma foto sem permissão (que é de minha autoria) para fazer crítica a uma outra pessoa (o Bispo dom José Lanza). Então resolvi enviar este outro comentário, solicitando que a foto de minha autoriza seja imediatamente retirada do seu blog. Tenho o original de todas as fotos (inclusive os arquivos raw, na máquina). Por questões de direitos autorais não autorizei a publicação dela no seu blog. Esta e as outras fotos do encontro estão autorizadas para serem publicadas em qualquer lugar, desde que seja para construir a imagem das pessoas e não para destruir. Gostaria que compreendessem minha posição e volto a reiterar…. retirem imediatamente a foto do seu blog. Se quiserem falar qualquer coisa do Bispo, do que ele e os outros sacerdotes que estavam presentes fizeram ou deixaram de fazer, fiquem à vontade, mas sem usar a minha foto. Minha intenção em tirar as fotos e divulgá-las, volto a dizer, foi a de mostrar coisas bonitas que existem na nossa Igreja e como podemos também participar da comunidade. Nunca faria fotos para denegrir imagem dos outros ou ficar fazendo críticas que não levam a nada. Se quiserem colocar o link para que as pessoas vejam a foto no site da minha comunidade (www.aparecidapassos.org), do qual eu sou responsável, podem fazê-lo, mas publicá-la no blog vocês estão desautorizados. Já copiei a sua página, com os devidos links e também estou copiando esta mensagem que envio para vocês, para possível ação judicial de direitos autorais. Um abraço e espero que me compreendam.

    • Margarida says:

      PDavid 62 Meu irmão. todos nos queremos ajudar a Igreja Catolica a não perder a riqueza da liturgia de 2000 anos. O Sr. Bispo já realizou celebrações em seminarios e outros lugares nada pobres… Esta havendo algo de errado dentro de nossa diocese. Não é por falta de dinheiro que estamos sem flores, toalhas , velas, etc … Espero q seja ignorancia, por isso este post está aqui… A ignorancia é p ser advertida, não ser punida… este tipo de ignorancia não pode continuar… Deus te abençoe!!

  3. Glícia souto says:

    Incrível! Mais você se atentou somente para este detalhe. Estive no encontro e posso dizer que foi muito bom. Foi tão bom que, assim como eu, lhe garanto que muitas pessoas não ficaram “reparando” se tinha lá uma vela acesa ou um crucifixo. Nós vimos além… Pra mim essas pessoas que vão a celebrações, sejam elas quais for, e ficam procurando detalhes, regras litúrgicas que não foram cumpridas pra tentar prejudicar quem quer que seja, não tem mesmo o que fazer. E mais: me lembram os fariseus da época de Jesus. E aí não preciso dizer mais nada, não é? Você sabe muito bem como Jesus tratou os fariseus.
    Pense nisso!
    Abraço,
    Glícia – Passos/MG

  4. Paulo Juliano de Paula says:

    Gostaria de me juntar, apesar de um pouco atrazado, aos meus colegas de caminhada da dicese de Guaxupé. Caminho com eles há anos, e sei muito bem das dificuldades que nós (pois me incluo com eles) enfrentamos para continuar propagando a Boa Nova de Jesus. Ficar somente se atentando a “regras” de liturgia, o que “pode” ou o que “não pode” fazer, estaríamos regredindo nossa Igreja em milhares de anos. Somos descendentes de Judeus (Jesus era judeu) e em sua época, como ficou muito bem lembrado pelo meus colegas, ele acusou firmemente os Fariseus por fazerem o “certo” (como guardar o sábado, excluir o impuro, etc) e também por esquecerem o “errado” (como fez muitas vezes Jesus ao acolher a mulher adúltera, o cobrador de impostos, a samaritana, um próprio farizeu, etc). Não estou aqui para acusar ou condenar ninguém, pois até já participei da liturgia em minha paróquia e acho válido todos os cristãos terem interesse em aprender sobre liturgia. Mas ficar dando mais importância para isso, do que para a verdadeira Missão de Cristão, que é levar seu Nome à TODOS (reforço TODOS) os povos, iremos voltar a Idade Média onde celebrávamos nossas Eucaristias “escutando” o sacerdote rezar em latim. Gente, o Concílio Vaticano II deu toda importância para o cristão(ã) leigo(a) na Igreja… Isso já fazem 50 anos… Um abraço à todos!!!! Paulo Juliano – Passos (MG)

    • Margarida says:

      Sr Paulo Juliano, boa tarde!!! O que está acontecendo é uma deturpação da liturgia!!! Em outros lugares, há celebrações de missas com churrasco, com dança, com malabaristas, com hostias feitas de pao de queijo, calices feitos com pata de vaca…etc… como vc acha q estas coisas surgiram??? Enaquanto os altares estao sem flores, sem toalhas, sem velas, os padres estão andando em carros cada vez mais caros e modernos. Vamos acordar enquanto é tempo!!!
      Em se tratando de latim, a ciencia moderna continua dando ás suas descobertas , nomes em latim… Por quê?? Porque é uma lingua imutavel!!! Antes do Concilio mudar as missas, havia muito mais catolicos nas igrejas.Isto não foi nenhum progresso!!! O proprio misal romano não foi TRADUZIDO, mas INTERPRETADO, não é a mesma coisa… A missa é um rito, não um encontro social , não pode ser mudado …. é como uma fórmula, . Espero não ter sido rispida ou arrogante, só não podemos ser omissos…

      • Paulo Juliano de Paula says:

        Prezada Margarida, boa noite! Infelizmente, só pude ler seu comentário hoje e fiquei extremamente surpreso ao lê-lo. Estou postando este comentário somente para tirar algumas dúvidas da senhora.

        PRIMEIRO: Quando me referi a missa ser rezada em latim no passado, muito longe de mim quis denegrir a língua latina e muito menos à IGREJA CATÓLICA À QUAL PERTENÇO, e sim dizer que muitos católicos da época teriam ficado felizes se entendessem o que eles próprios estavam rezando;

        SEGUNDO: A missa NÃO É SIMPLESMENTE SOMENTE UM CONJUNTO DE RITOS, e sim uma assembléia reunida (esta de pessoas comuns) para celebrar (comemorar) sua caminhada e buscar forças na PALAVRA e na EUCARISTIA para seguir em frente nesta missão (que não é nada fácil); *** não entendii quando a senhora disse que a missa não era um encontro social…

        TERCEIRO: Não é que na atualidade exitem menos católicos que no passado, é que hoje as pessoas não tem mais nem medo nem vergonha de dizer que não tem religião alguma. No passado era frequente as pessoas dizerem que eram católicos só pela família ser ou outra coisa parecida etc… O que acontece hoje é que quando uma pessoa é católica, ela é católica mesmo.

        QUARTO: Como disse no comentário, até já participei da liturgia no passado. Por acúmulo de pastorais deixei a liturgia para me dedicar mais a Formação de Cristã de Leigos e MECE na época. Então repito: respeito e sigo os ritos da liturgia, não somente nas celebrações eucaríticas, mas em outras celebrações da nossa Igreja. O que quiz dizer e até lembrei do que o próprio Jesus disse aos Judeus os chamando de hipócritas. Naõ podemos fazer igual à eles, DANDO MAIS IMPORTÂNCIA AS LEIS DO QUE AOS NOSSOS IRMÃOS QUE DEVEMOS LEVAR A BOA NOVA DO REINO DE DEUS.

        Espero não ter sido também nem ríspido nem arrogante, é que segui o conselho da senhora, DE NÃO SERMOS OMISSOS… Obrigado.

Comentário aguardando aprovação

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: