JMJ 2011: o Papa fala de si e dos cristãos

O Papa Bento XVI se reuniu hoje com os seminaristas da Espanha. Na sua homilia, ele enfatizou a importância do jovem que caminha para o sacerdócio em buscar o silêncio interior, a oração, o estudo.

Mas o que impressiona nos discursos e homilias do Papa são palavras que falam de si mesmo e das atitudes de todos os verdadeiros cristãos em todas as épocas.

Nesse encontro com os jovens seminaristas ele disse o seguinte: ” Apoiados no seu amor, não vos deixeis amedrontar por um ambiente onde se pretende excluir Deus e no qual os principais critérios por que se rege a existência são, frequentemente, o poder, o ter ou o prazer. Pode acontecer que vos desprezem, como se costuma fazer com quem aponta metas mais altas ou desmascara os ídolos diante dos quais muito se prostram hoje.”

Ele está ou não a falar de si mesmo? Ele, como colaborador da verdade, é o homem público na atualidade que mais aponta metas altas para o ser humano e desmascara os ídolos adorados pelo mundo moderno e como resposta recebe muitas vezes o desprezo. Desprezo vindo daqueles que dentro da Igreja não suportam mais a sã doutrina, desprezo do mundo que não quer mais saber das leis de Deus e nem das coisas eternas.

Também nós cristãos somos chamados a ouvir, acolher e praticar aquilo que Cristo nos ensinou e o Papa hoje nos recorda: não temer as perseguições dos homens contrários a Deus.

Anúncios

Sobre catolicosconservadores
Casado, advogado, católico.

Comentário aguardando aprovação

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: