Abusos litúrgicos nas igrejas em Poços de Caldas

Nós, católicos apostólicos romanos da diocese de Guaxupé, residentes na cidade de Poços de Caldas estamos indignados com a falta de zelo de alguns de nossos sacerdotes e especialmente pela assiduidade dos abusos litúrgicos cometidos especialmente na Santa Missa.

Vejamos alguns (talvez não me lembre de todos):

– padres proibindo fiéis de comungarem na boca e/ou de joelhos e obrigando-os a comungar de pé (ninguém pode ser obrigado a fazer o que sua consciência não permite);

– fiéis sendo proibidos de se ajoelhar na hora da consagração;

– padres retirando do altar o crucifixo e as toalhas (o altar das igrejas estão parecendo altar de igrejas protestantes);

– padres e fiéis no presbitério;

– missas-show, missas da alegria, da libertação, da misericórdia… nas quais se celebra sem seguir as orações eucarísticas e as rubricas do Missal Romano. Alguns padres até improvisam orações eucarísticas e outros pulam totalmente;

– retirada de leituras da missa, ficando somente o evangelho;

– salmos ou outros cantos sem conexão com o salmo responsorial do dia;

– autocomunhão… ministros extraordinários fazendo autocomunhão nas duas espécies e fiéis tingindo a hóstia no cálice;

– celebrante principal que não usa casula, somente a túnica e a estola;

– homilias mais sociológicas do que espirituais, saindo completamente do tema do evangelho ou das leituras ou quando deturpam o sentido do evangelho para causas sociais; há aqueles que ao invés de pregar o evangelho, pregam doutrinas marxistas na missa e exaltam teólogos condenados pela Igreja como Leonardo Boff, Jon Sobrino, Comblin, etc…

– cantos nada litúrgicos recitados na missa e cantos protestantes;

– procissão do Santíssimo Sacramento antes da consagração, após a homilia ou procissão imediatamente após a consagração com o Pão e o Vinho consagrados, sem observar normas para a procissão eucarística;

– procissão da imagem de Nossa Senhora, enquanto o Santíssimo Sacramento está exposto no altar;

– introdução de danças na missa, especialmente na entrada da Bíblia;

– convite aos fiéis para rezarem orações na missa que são feitas somente pelos sacerdotes como oração da paz, doxologia (por Cristo, com Cristo, em Cristo), livrai-nos do mal…

– padres que não mais purificam o cálice e incumbem isso aos ministros extraordinários;

– retirada do sacrário e crucifixo do centro das igrejas;

– fiéis sendo incentivados a participar da celebração da palavra (vulgarmente denominado “culto”) como se fosse missa, e isso acontecendo aos domingos;

– o hino do Glória sendo substituído por cantos não condizentes com o hino e cantos não litúrgicos recitados no Santo… cantos estes que falam coisas que não estão na oração do Santo…

– padre que não fala “corpo de Cristo” na distribuição da comunhão;

Se alguém tiver conhecimento de mais algum abuso litúrgico ocorrido nas paróquias de Poços de Caldas ou nas paróquias de alguma cidade da diocese de Guaxupé favor entrar em contato pelos comentários ou por e-mail: catolicoconservador@gmail.com

 

Anúncios

Sobre catolicosconservadores
Casado, advogado, católico.

9 Responses to Abusos litúrgicos nas igrejas em Poços de Caldas

  1. joaquim says:

    não sei qual igreja que voce participa da missa mas voce deveria mais era prestar ateção naqulo que voce vai receber e não ficar denegrindo o nome da igreja que voce participa.
    se voce é realmente católico porque voce não vai até o sacerdote que voce viu realizar tal ato e fala a ele com carinho ao invés de denegrir o nome dele na google.

    • Rose says:

      Eu fiz assim na minha paróquia. O padre disso: “Vamos ser práticos. Eu sei o que estou fazendo.” O que quer dizer que ele está agindo em desacordo com o Vaticano de propósito, e não tem interesse nenhum em agir certo.

  2. Eliane says:

    A partir do momento que as pessoas estão se sentindo bem em sua paróquia, não creio que opiniões do tipo postada nesta página devam ser levadas em conta.
    O importante é a prática da fé, amor a Deus e ao próximo.

    As missas na idade média eram rezadas em latim e com o padre de costas para os fiés, ou seja, poucos entendiam alguma coisa.
    Se assim continuassem, hoje teríamos igrejas vazias.

    A evolução é necessária.

    A igreja faz parte da sociedade, sendo a missa instrumento de orientação aos fiés.
    Não vejo abuso em práticas que permitam maior participação dos católicos nas celebrações, aliás é saudável.

    • Que tamanha ignorância a sua! Quem disse que a Igreja faz parte da sociedade? A Igreja é o Corpo Místico de Cristo, portanto ela faz parte do céu e é para lá que ela tem que encaminhar os fiéis. E mais: falar que a Santa Missa é um instrumento de orientação para os fiéis é afirmação herética/protestante. A Santa Missa é a renovação do Sacrifício de Cristo na cruz. Que orientação é esta? Só se for orientação para que nós cristãos imitemos a Cristo e nos deixemos pregar na cruz com Ele. Usar a missa para fins sociais, políticas é deturpar o sentido original dela.
      Vamos estudar gente! vamos ler o que diz o Catecismo da Igreja Católica (editado em 1992 por João Paulo II e tendo como principal colaborador – Joseph Ratzinger)

    • Rose says:

      Eliane, você realmente acha que tudo que faz a pessoa “se sentir bem” é bom? Drogas fazem a pessoa se sentir bem, pelo menos por pouco tempo. Isso não faz das drogas uma coisa boa.

      A missa realmente é a renovação do sacrifício de Jesus na Cruz, e não existe somente para fazer a pessoa “se sentir bem”. Se é só isso que a pessoa deseja, ela pode ficar em casa deitada no sofá fazendo o que seja que a faça feliz.

      Papa João Paulo II disse: [4.] «Não há dúvida de que a reforma litúrgica do Concílio tem tido grandes vantagens para uma participação mais consciente, ativa e frutuosa dos fiéis no santo Sacrifício do altar».[10] Certamente, «não faltam sombras».[11] Assim, não se pode calar ante aos abusos, inclusive gravíssimos, contra a natureza da Liturgia e dos sacramentos, também contra a tradição e autoridade da Igreja, abusos que em nossos tempos, não raramente, prejudicam as Celebrações litúrgicas em diversos âmbitos eclesiais. Em alguns lugares, os abusos litúrgicos se têm convertido em um costume, no qual não se pode admitir e se deve terminar. (REDEMPTIONIS SACRAMENTUM: Sobre algumas coisas que se devem observar e evitar acerca da Santíssima Eucaristia, 2005)

      Meu outro post tem o endereço do vaticano e um link direto ao documento que menciono acima. Espero que você o leia.

  3. Rose says:

    Não condenem este post antes de examiná-lo. O que muitas pessoas não vêem é que se uma paróquia é Católica, Apostólica Romana, deve obediência ao Papa. O Vaticano tem leis e diretrizes, como o Código de Direito Canônico, o Missal Romano, as Instruções Gerais do Missal Romano (IGMR de 2002), o Catecismo da Igreja Católica e muitos outros documentos que estão livremente disponíveis no Site do Vaticano. Muitas de nossas igrejas não estão seguindo estas leis e diretrizes, e parecem nem ser mais católicas. Para aqueles que não sabem, o site do Vaticano também está disponível em português.

    O link é http://www.vatican.va/phome_po.htm .

    Para um lindo documento do saudoso e santo Papa João Paulo II sobre a Santa Eucaristia, vale a pena ler ” Sobre algumas coisas que se devem observar
    e evitar acerca da Santíssima Eucaristia” aqui: http://www.vatican.va/roman_curia/congregations/ccdds/documents/rc_con_ccdds_doc_20040423_redemptionis-sacramentum_po.html.

    Se você é verdadeiramente católico, certamente não se incomodará de ler uma instrução do Papa João Paulo II, não é verdade? Que seja uma boa leitura para você.

  4. Jocimar says:

    Sou de Lavras sul de Minas e sempre venho a poços. Meus pais, que há mais de 30 anos são participantes ativos da Sociedade São Vicente de Paulo, sempre participam das missas em Poços e adoram. Provavelmente estes erros relatados acima são de casos isolados. Conversamos com muitos aqui em Poços a respeito de “Abusos Liturgicos” e o pessoal alegou que nunca presenciaram tais abusos e muitos ficaram chocados e saber que têm alguem mencioando isso na iternet. Então como é uma reclamação isolada, que não atinge nem 1% dos fiéis, não há com o que se preocupar e nem levar a sério. Afinal cada Padre têm formação e autorização pela Igreja Catolica Apostolica Romana;

    • Margarida says:

      ola Jocimar!!
      Infelizmente não são casos isolados, a maioria dos padres estão fazendo assim! Estou morrendo de medo com a reforma da matriz Nossa Senhora da Saúde (provavelmente onde seus paios vão, q é mais conservadora). Mas a 1ª mudança q reparei nos 1ºs dias após os novos padres terem tomado posse, foi a retirada do crucifixo do altar… Depois , as toalhas q eram três, passou p 1 só… agora ja voltou a ter 2. As confissoes da sexta feira, passaram para quarta e quinta, deixando as pessoas q geralmente fazem a novena do Sagrado Coração de Jesus, terem q procurar outra Igreja p se confessar…

  5. Joao Paulo Ferreira says:

    Gostaria de saber quem é o responsavel do blog

Comentário aguardando aprovação

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: